Notícias

Pet care, hotéis, alimentação especial, aplicativos… conheça novidades e tecnologias para diversificar serviços no mercado pet

O número de animais domésticos vem aumentando consideravelmente a cada ano. Só a população de cachorros e gatos já ultrapassa os 70 milhões no país, o que coloca o Brasil em terceiro lugar no ranking mundial do mercado pet. A crise econômica, surpreendentemente, não abalou esse setor que continua estável e crescente.

Se há cerca de uma década o mercado era limitado aos pet shops, com venda de produtos básicos, banho, tosa e atendimento veterinário, atualmente a lista de serviços é bastante variada: acupuntura, fisioterapia, plano de saúde, salão de beleza, variadas opções de entretenimento, entre outros. Por isso, investir em um modelo de negócio que aposta somente no convencional pode ser arriscado. Em 2018 a chamada é diversificar os serviços e buscar na tecnologia o auxílio necessário.

A seguir, listamos alguns serviços que possuem grande espaço de crescimento no mercado pet:

  • PLANO DE SAÚDE: Os custos para tratar de pets em clínicas veterinárias têm aumentado, portanto, a tendência é que os planos de saúde para animais se tornem cada vez mais comuns. A ideia é que as clínicas possam criar pacotes pagos, onde as mensalidades incluam diferentes serviços, como consultas, exames, tratamentos, vacinação, vermifugação e até mesmo banho e tosa.
  • PETSITTER: Pagar para que alguém passeie com os pets não é algo tão recente, mas com rotinas cada vez mais cheias e tempo curto, os donos preferem garantir que os animais continuem tendo qualidade de vida. Mas além disso, o serviço de babá de bichos também se estende a alimentar na hora certa, fazer companhia ou mesmo mesmo acompanhá-los em tratamentos.
  • CRECHE: Agora também existe creche para os animais domésticos! Como o tratamento tem sido cada vez mais humanizado, deixá-los sozinhos por muito tempo é uma preocupação crescente, por isso, os pets vão para um lugar onde estão com outros bichinhos e realizam várias atividades durante o dia.
  • PET CARE: Os centros estéticos para animais estão cada vez mais modernos. Alguns oferecem banhos terapêuticos e relaxantes, hidromassagem, ofurô e tratamentos para a pelagem com cosméticos de alta qualidade. Mas as pessoas realmente pagam por esses mimos? Sim, e a tendência é acrescentar ainda mais itens a esse tipo de serviço!
  • PET FOOD: A preocupação com comidas saudáveis faz parte não só da vida dos donos, mas também dos animais. Hoje existem empresas que, por meio de acompanhamento nutricional preparam porções alimentares com ingredientes naturais e selecionados para os pets, prezando pela qualidade e diversidade. Além disso, no segmento de alimentação também estão os restaurantes, padarias e sorveterias para pets, que tendem a aumentar em número e variedade.
  • HOTEL: Os hotéis para pets já são usados há um bom tempo, mas agora que o público sente mais segurança nesse tipo de serviço e que a ideia tem se difundido ainda mais, a procura aumentou. Às vezes as pessoas que viajam preferem deixar o animalzinho em um hotel do que encarregar algum conhecido de cuidar. O diferencial está na estrutura e nos serviços oferecidos durante a estadia, que podem ser cada vez mais inovadores.
  • TECNOLOGIA: Seja qual for o nicho, a tecnologia sempre acrescenta valor. O mercado atual exige inovação e a ideia é associar todos os segmentos descritos acima à criação de aplicativos e serviços online que promovam praticidade e comodidade aos clientes, que estão totalmente inseridos nessa era digital, portanto, nada melhor do que usá-la a favor do crescimento.
    Confira aqui alguns apps que podem ajudar e muito os donos de pets.

Acompanhe nossa newsletter e as redes sociais para receber conteúdos sobre a PetPro Expo 2018, o mercado de pet shop e tendências do setor.

MultiFair 2018. Todos os direitos reservados.